segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Estar com Deus.






A verdadeira intenção de agir a favor de si e do próximo está no desejo sincero de ser bem melhor do que já foi antes e é hoje.

Machuca a nossa alma o desânimo pois é fruto de nossa ansiedade que mais aguarda da vida o milagre do que faz por acontecer os seus desejos e sonhos.

Somente quando a gente entender que em nossas mãos estão todas a possibilidades libertadoras da angústia e que começarmos a viver com mais qualidade no desejo sincero de estar na vigilância dos próprios anseios, que estaremos libertos.

Ontem já não está mais em nossas mãos mas o hoje pertence a nós como a bendita oportunidade de sendo útil abrir no amanhã os horizontes de amor e sucesso. 

O que vem a ser esse sucesso que tantos almejam mas poucos alcançam? Pergunte a si mesmo com a determinação de quem deseja a resposta sincera que virá de uma alma por vezes aflita de resposta.

Ter sucesso e ser alegre, está de bem consigo mesmo e vendo no outro a ponte até Deus.

Agora de que maneira conseguiremos atingir a meta de sermos assim se antes de estarmos na sua direção nos afligimos com os obstáculos?

Deus não quer de seus filhos a bem aventurança sem o esforço renovador, quer Ele o sucesso por lutas e demonstrações de força e capacidade de superação de suas próprias dificuldades. 

Mas será lícito abrevia-las? Sempre, desde que use do amor sincero e puro, cujo coração saberá irradiar paz e luz.

A verdadeira fonte de alegrias e estar junto Dele, pois o Pai quer que conosco vivamos a sua fonte de amor e de pura alegria cristã.

Jesus esse modelo de luz que a todos nós ampara já sabia disso quando conosco esteve para suas lições de luz e paz.

Estar junto ao Pai, esta é a nossa maior meta e sem dúvida virá a ser a nossa maior alegria.

Que Jesus esteja em nós.
Com amor
Lúcia. Uma amiga. 

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

O despertar renovador das virtudes na transição planetária.





“A virtude muito discutida não é saudável do ponto de vista moral, pois precisa ser vivida e não discutida em vão.

A virtude é irmã do trabalho e com este se conjuga em ideal de serviço nobre ao bem, por isso mesmo não se dedica a discussão mas sim a vinha de Deus.

Não devemos nos exaltar nas próprias virtudes, são filhas do bem, que advogada a nossa favor em todos os lados da vida, razão pela qual não necessita ser divulgada pois já é suficientemente conhecida.

A melhor virtude é aquela que brota da alma, que nasce da tristeza de ver o semelhante em sofrimento, que reside no desejo de servir a causa Cristã, que prega a benevolência para com todos.

Não seria a virtude fruto da caridade se não nascida do coração, mas a filha da hipocrisia que deseja glórias do mundo ao invés das dos céus. 

Somente será licita a virtude filha do amor para com todos, aquela que caminha diante da vida com a nítida impressão de que se faz a luz em todos cantos e cuja escuridão pode ser erradicada por sua força renovadora.

Quando somos virtuosos do ponto de vista moral somos trabalhadores do Cristo, pois estamos com Ele edificando uma nova era de mais paz e amor, que virá da ação humana em direção ao bem.

Quanto mais o bem reinar nos corações mais as virtudes aparecerão e melhor será o ambiente terreno, cuja casa é hoje a nossa residência. 

Estamos todos contentes com a virtude que cresce em todos os cantos, que é o da solidariedade, pois não é mais possível o sofrimento apenas pela própria dor, compadecer com o sofrimento alheio é uma bela virtude de amor ao semelhante.

Por isso nos devemos colocar a diante com o plano da divindade, de união fraterna, para que sejamos uns para os outros a força motriz a mover os passos em direção a luz, caminhando juntos, cada um com suas provas e expiações, mas com o apóio sereno do irmão que alivia o fardo e abrevia as provas. 

O amor apaga a nossa multidão de pecados, Jesus nos ensinou claramente como podemos remir nossas dividas, ou seja, pelas virtudes que o amor pode nos fazer viver.

Sejamos benevolentes e caridosos e seremos ao final agraciados com a paz.

Viver o evangelho Cristão é colocar em movimento constante as suas lições, as suas virtudes, sendo desejoso do bem e vivendo em atos aquilo que as palavras nos educam. 

Sejamos virtuosos e seremos livres, sejamos maus e viveremos na própria prisão do remorso e do erro.

Aquele que se afasta de Deus não impede o bem, apenas adia o seu florescer no coração. 

Deus sabe o que cada filho necessita e somos governados por um Irmão de infinita luz e bondade, sejamos seus discípulos, evangelistas de fé e vida. 

Desejos do bem estaremos em nova escala evolutiva, pois traçaremos um caminho de luz e por ele seremos alcançados, tanto quanto o bem que houvermos praticado. 

Nasce nova era, vislumbre-se no horizonte a paz, viva-se aos poucos a regeneração, é momento de escolhas e hora inadiável das virtudes.

Escolha o bem meu irmão, pois é fruto do amor do Cristo em cada um de nos.

Viva feliz com a paz que o bem lhe trará e conseguirá no futuro gozar de verdadeira e duradoura felicidade.

Que o amor do Cristo nos ampare hoje e sempre

Que assim seja.

Lucia

Assistida pelo irmão Pedro Paulo”

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

A verdadeira herança paterna - o amor.




“Querida irmãzinha de luz que ampara a todos os que se guiam no bem, venha a nós e faça de mim a sua vontade, para que a luz se resplandeça em todos os corações, para que não se mirem no ódio, mas antes vejam com o resplendor da vida o dom de perdoarem, seja quem for, pois assim viverão felizes hoje e sempre.

Com dor no coração desencarnou uma filha amada, por triste fim que a esperava por desencarne reparador, mas pude ampara-la em meu colo de pai, fervoroso em oração, por ter tido a oportunidade de recebe-la desse lado da vida.

Retornei bem antes dela, com o desejo de que tudo lhe fosse dado e nenhuma falta sentisse, mas infeliz ilusão a minha, pois da vida levamos exatamente aquilo do qual necessitamos e por mérito gozamos de alegrias e ou tristezas da erraticidade que hoje habito.

Escolhia por vezes o suborno, a mentira e insensatez para habitar no mundo o patamar de feliz rico que tudo tinha e a tudo podia, mas doce ilusão, cuja realidade ainda me entristece, mas soube com fé superar.

Viajei por muitos lugares do lado que me encontro, pois há realmente muitas moradas na casa de meu Pai, como ensinou Jesus, e podemos ver de tudo um pouco, desde o amor mais sensato ao amor mais doentio e penoso.

Quando estive em luta comigo mesmo habitei mundos infelizes, compatíveis com a minha tristeza, com a minha falta de lucidez e resignação, hoje posso dizer que lutei e venci dura aflição, e estou em local mais feliz, cujo trabalho enobrece aos poucos a minha alma.

Socorrista que sou desse lado hoje me cabe amparar e receber aqueles que como eu encontraram pela porta da morte o regresso ao lar.

Quando vi pela primeira vez minha filha, ao nascer, já a amei como nunca havia amado a ninguém, um amor puro e de tudo querer de bom e de melhor àquele serzinho tão pequeno ainda.

Hoje me cabe velar por sua recuperação pois ao desencarnar em grave situação de aflição não pôde me sentir, mas estou a cada dia mais esperançoso, pois seu coração bondoso será capaz de cicatrizar as feridas ainda deixadas por doença que a levou a grave quadro físico.

Soube que o mal que a cometeu foi devido ao uso indevido de substancias tóxicas em vidas passadas, que levou a graves consequências renais, que por fim a levaram a uma expiação dura mais por fim feliz.

Hoje me cabe a tristeza de aguardar, mas cuja força nada mais pode com a fé de seguir a Deus como luz a iluminar a todos os corações.

Ainda ontem pude vê-la em colônia médica que se encontra. Há minha amada filha como é bom vê-la se recuperar, como explicar com palavras o amor de um pai por sua filha, somente sentindo é possível entende-lo.

Hoje me cabe advertir aqueles que ainda cercam-se do erro do falível e do ilusório, amados amigos doem se mais e por querer mais o bem veja em si a ferramenta de trabalho de Deus, não de frutos inglórios, mas de alegrias celestes.

Saibam que nada possui um fim, tudo está em constante transformação e elevação e que cada ser está exatamente no bem que pode proporcionar ao seu irmão, cuja benção lhe será eterna.

Minha filhinha está agora em luz, mas antes que a escuridão lhe tomasse de assalto fez o bem cujo exemplo ainda pude deixar, saibam que esse é o bem mais precioso aos seus filhos, o do exemplo no amor e na ação benéfica ao próximo.

Que luz se resplandeça em todos os corações meus irmãos.

Hoje e sempre.

Sebastião, um amigo.

Assistido por Pedro Paulo.”